ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Teatro

Teatro infantil é ferramenta para informar sobre abusos

Quarta-feira, 23 de maio de 2018

Visualizada 281 vezes

Todas as formas de violência, especialmente a sexual, afetam o crescimento saudável das nossas crianças e adolescentes


O dia 18 de Maio é o dia Nacional de Combate à Exploração e ao Abuso Sexual Infantil e todos os anos, a Secretaria Municipal de Assistência Social, através dos órgãos de Proteção Social Básica e Especializada de Marialva, o CRAS e o CREAS se articulam no intuito de mobilizar e convocar toda a sociedade a participar da luta para proteger nossas crianças e adolescentes. Neste ano, foi promovida uma apresentação da Associação Sou Arte de Campo Mourão com o espetáculo “Num Reino não tão distante”, no cine tratro Sônia Silvestre. O evento contou com participação especial do Projeto Técnico Social do Programa Federal Minha Casa Minha Vida.

Na plateia alunos das escolas DR. EURICO BARROS, DR. MILTON TAVARES PAES, NILO PEÇANHA, LUCAS MACHADO, MARIA DOS SANTOS SEVERINO, GUITI SATO, JOSÉ GARBUJO (AQUIDABAN) e MORADORES DO RESIDENCIAL ZAMBALDI

A data reafirma a importância de se denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infanto-juvenil. 

O art. 4º do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA, Lei Nº 8069/90), assegurado pelo art. 227 da Constituição Federal de 1988, aponta que é dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito: à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária. O Estatuto ainda garante que crianças e adolescentes devem ser protegidos de toda forma de: negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.

A violência sexual contra crianças e adolescentes é uma prática que infelizmente ainda acontece em todo o Brasil. Atualmente são registrados cerca de 50 mil casos de violência sexual infantil ao ano- estudos apontam que essa estatística corresponde a 10 % do total.

Todas as formas de violência, especialmente a sexual, afetam o crescimento saudável das nossas crianças e adolescentes. E isso incide sobre o próprio país, cujo desenvolvimento não depende apenas da área econômica, mas também da área social e de direitos humanos. É por isso que a Constituição Federal deu a responsabilidade de garantir os direitos dos meninos e meninas do país a toda a sociedade, à família, à comunidade e ao Estado. E toda a comunidade faz parte disso.

Lembrando que para denunciar quaisquer suspeitas de que uma criança ou adolescente esteja sendo vítima de violência sexual, ligue anonimamente no DISK 100 ou procure o Conselho Tutelar de nosso Município.

Fonte: Assessoria de Comunicação

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias