ÚLTIMAS NOTÍCIAS / CBF divulga tabelas da Série A e da Série B

Paraná estreia em casa e dupla Atletiba largará fora

Terça-feira, 09 de março de 2010


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta segunda-feira (8) as tabelas das duas principais divisões do Campeonato Brasileiro: a Série A e a Série B. Neste ano, o futebol paranaense terá um representante na Série A (Atlético) e dois na Série B (Coritiba e Paraná). O Tricolor tem a estreia marcada para a Vila Capanema, no dia 8 de maio, às 16 horas, um sábado, contra o Ipatinga. O Coxa jogará no mesmo dia e horário no Recife, contra o Náutico, num jogo que deverá passar em TV aberta. O Furacão encarará no dia seguinte, 9 de maio, às 16 horas, o Corinthians fora de casa, num jogo sem local definido, pois o Timão terá que cumprir perda de dois mandos de campo.


Estreia com lugar indefinido e sequência de jogos difíceis fora no início para o Furacão

Nas cinco primeiras rodadas, o Atlético terá intercalados três adversários considerados difíceis fora de casa (Corinthians, Atlético Mineiro e Internacional) e adversários de menor expressão em casa (Guarani e Atlético Goianiense). O jogo do dia 23 de maio contra o Atlético Mineiro tem previsão de passar em TV aberta.

Os jornalistas e colunistas da Gazeta do Povo, Carneiro Neto e Dionísio Filho compactuam a mesma preocupação com a largada do Furacão no campeonato. “Pode escrever: o Atlético está atrás dos quatro grandes de São Paulo, quatro do Rio, quatro de Minas e os dois gaúchos. Até mesmo do Palmeiras, que está pior no momento, mas tem recuros para contratar. O Atlético já entra no campeonato de 13º para baixo, pois estamos em março e o time tem muitas deficiências: um goleiro inexperiente, falta de alas e sem meio de campo. O Atlético não mudou nos últimos quatro anos e se não contratar, tende a cair no lugar comum”, afirmou Carneiro Neto.

“A tabela é difícil para o Atlético. Mesmo com o Corinthians, que poderá usar reservas por causa da Libertadores. Independentemente dos adversários, o time carece de contratações na lateral e no meio. Tem que entrar para pensar em classificação para a Libertadores. Chega de jogar para não cair, Creio que a diretoria vá fazer contratações, pois com este time não dá para ter grandes expectativas”, disse Dionísio Filho.


Tabela da Série B tem clássico Paratiba na 12ª e na 31ª rodada

A tabela da Série B reservou clássicos para a 12ª e para a 31ª rodada. Paraná e Coritiba se enfrentam no dia 6 de agosto, uma sexta-feira, às 21 horas na Vila Capanema. O jogo do returno, no dia 23 de outubro, inicialmente (a CBF desdobrará as rodadas do returno mais próximo do final do certame conforme a necessidade), não tem local definido, A marcação do estádio de todas as partidas do Alviverde dependerá do julgamento desta quinta-feira.

O horário da partida foi comentado por Carneiro Neto e Dionísio Filho. “O horário é do interesse da TV, que não tem muito interesse no futebol paranaense e marca na hora que quiser”, opinou Carneiro Neto. “Time de segunda divisão joga neste horário. Se quiser outro, que suba de divisão. O único time que teve regalia de horário diferenciado foi o Corinthians, por causa do apelo popular dele”, completou Dionísio Filho.

O Coxa largará no Recife contra o Náutico, em jogo com televisionamento. Depois, recebe o América Mineiro, visita a Portuguesa, recebe o Brasiliense e enfrenta o ASA de Arapiraca em jogo com local indefinido, pois o time alagoano precisa indicar um estádio com pelo menos 10 mil lugares sentados para mandar seus jogos.

A indefinição dos mandos é considerada fundamental por ambos os colunistas. Dionísio Filho considera que, se a punição do Coritiba cair para no máximo dez jogos, o clube terá maiores chances de subir. ”Jogador brasileiro sente-se mais protegido jogando em casa, mesmo com a mesma metragem de campo e peso de bola. O Coritiba é o mais encorpado dos times da capital e mostrou no Atletiba”, afirmou Dionísio.

Por outro lado, Carneiro Neto aponta as deficiências do Coxa, mas releva que o nível técnico não é o mesmo da Série A. “O Coritiba depende do recurso no STJD e ter um time limitado com Jéci e Pereira na zaga. Ontem [domingo], foi o melhor jogo do ano. É um time mediano, mas o nível da Série B é mais baixo”, explicou Carneiro.

O Paraná terá o Ipatinga como primeiro desafio em casa. Na segunda rodada, o adversário será a Ponte Preta fora de casa num jogo para a TV aberta. Na sequência, o Tricolor encara o Santo André na Vila, o Duque de Caxias fora e o Vila Nova em casa.

Pelo apresentado até aqui no Campeonato Paranaense, o Tricolor traz preocupação. “O Paraná precisa de lateral-esquerdo e de atacante, para não depender do Marcelo Toscano, que faz gols, mas não é um grande artilheiro. A arrancada é muito importante, senão acontece que nem ano passado. O time vai ter que melhorar bastante e corre risco de cair, caso repita os erros do ano passado, como ficar mudando comando técnico”, disse Dionísio.

Carneiro Neto foi mais contundente quanto às perspectivas do Paraná. “Se um time não tem 300 mil reais para arrumar o gramado, a base para o futebol, não vai ter condições de brigar para subir”, concluiu.

 

 Outras Notícias