Empresrios de Marialva foram recepcionados hoje pela manh na prefeitura para celebrar o desenvolvimento econmico do municpio na forma da entrega de documentos relativos posse de novos terrenos para expanso de suas empresas. As reas no parque indus

Empresas de Marialva adquirem terrenos para se expandirem

Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Última Modificação: // | Visualizada 167 vezes


Ouvir matéria

As empresas que adquiriram os terrenos já funcionam no município, mas em função do crescimento de suas atividades reivindicavam mais espaço para se expandirem. “Diante disso decidimos criar uma situação juridicamente legal para facilitar a aquisição dos terrenos pelas empresas”, explica o prefeito Humberto Feltrin, acrescentando que a necessidade dos empresários atesta o bom momento econômico do município.

O perfil da cidade se redesenhou nos últimos anos, graças a investimentos na infra-estrutura urbana que valorizou a qualidade de vida e criou as bases para um desenvolvimento sustentado. Não por acaso Marialva surge no mapa regional como referência de desenvolvimento ancorada não mais apenas na viticultura, ainda que a atividade sustente o vigor econômico da cidade e a destaque no cenário estadual.

“O mapa econômico do município se redesenha na medida em que incorporamos ao nosso parque industrial empresas de diversos setores, que escolhem Marialva para se instalarem gerando emprego e renda”, afirma Humberto Feltrin. Entre as empresas que se enquadram nesse perfil está a Renovadora de Pneus Marialva, que adquiriu área de 8,5 mil metros quadrados para expandir suas atividades.

Há 8 anos o empresário Carlos Alberto de Melo, o Beto, adquiriu empresa do ramo em São Paulo e como abastecia clientes na região decidiu transferir a planta industrial para o Norte do Estado. Acabou instalando-se em Marialva e há 4 anos mudou-se definitivamente para a cidade. Pioneiro na recauchutagem de pneus para a moto, a renovadora está em fase de expansão para agregar novos produtos mix.

“Vamos investir na recauchutagem de pneus para caminhões”, explica Carlos Alberto, lembrando que a empresa já trabalha também com pneus para carros de passeio. A renovadora ocupa hoje uma área de 2,5 mil metros quadrados e processa 8 mil pneus de motos e 4 mil pneus de automóveis por mês e emprega 46 funcionários. “Num primeiro momento vamos ampliar o quadro em pelo menos 30 pessoas”, afirma Beto.
 

 Galeria de Fotos

 Veja Também