Reforma de ginsios e quadras e investimentos em infra-estrutura criam as condies adequadas para ampliar e estimular a prtica de diversas modalidades esportivas

Escolinhas em Marialva envolvem 1,1 mil crianas e adolescentes

Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Última Modificação: // | Visualizada 130 vezes


Ouvir matéria

A prática de esporte não serve apenas como recurso de lazer e condicionamento físico. Além de divertir e garantir uma vida mais saudável, o exercício de qualquer modalidade esportiva cumpre também a função de promover a integração social de adultos e crianças.

 
Nesse contexto, as ações do governo municipal, que considera o esporte como instrumento de integração e inclusão social, privilegiam investimentos na infra-estrutura do setor para ampliar a oferta de modalidades e melhorar as condições de trabalho de professores.
 
Não por acaso cerca de 1,1 mil crianças e adolescentes, de 5 a16 anos, estão envolvidas nas mais diversas práticas esportivas, como futebol de campo, futsal, handebol, atletismo, basquete, vôlei, judô e ginástica rítmica em quadras e ginásios da cidade e dos distritos.
 
As atividades se concentram no Ginásio de Esportes José Gomes Colhado, o Zicão., cuja reforma realizada pelo governo municipal transformou a praça esportiva numa das mais modernas do interior do Estado. Tanto que a quadra do ginásio e seu piso são referência de modernidade.
 
A reforma do Zicão se estendeu a todos os espaços esportivos existentes no município e nos distritos, com a realização de pequenos e grandes reparos que garantem uma infra-estrutura adequada à pratica dos mais diversos esportes,com ênfase ao futebol de campo.
 
“Temos oito campos de futebol com alambrado e todas a condições ideais para a prática desse esporte”, lembra Osmar Gonçalves, acrescentando que também é disponibilizado todo o aparato necessário para o funcionamento das escolinhas, como bolas, coletes de treinamento e outros apetrechos. 
 
Pelo menos 14 professores se dedicam a ensinar os princípios de diversos esportes nas escolinhas mantidas pela prefeitura e onde se aprende muito mais do que os rudimentos básicos das modalidades esportivas. “Também ensinamos cidadania”, afirma o diretor de Esportes, Osmar Gonçalves. 
 
Crianças e adolescentes freqüentam as escolinhas no contraturno escolar. Aliás, a freqüência à escola é a condição primeira para participar dos treinamentos, que buscam formar atletas e cidadão, tendo em vista que a prática esportiva é desenvolvida no contexto da inclusão social.
 
 
 
 

 Galeria de Fotos

 Veja Também