Em funo das chuvas do ltimo sbado, dia em que foi realizada a segunda etapa da vacinao, a campanha foi prorrogada; em Marialva, ndice de cobertura atingiu 74,5%, ou 1619 crianas

Campanha de vacinao contra a poliomelite prorrogada at dia 22

Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Última Modificação: // | Visualizada 146 vezes


Ouvir matéria

 

 
A chuva que caiu no sábado, 9, data em que foi realizada a segunda etapa da campanha nacional contra a poliomelite, dificultou a idade de pais aos pontos de vacinação, o que obrigou o governo a estender até o dia 22 o período de imunização contra a doença nos 399 municípios paranaense. O Estado pretende alcançar 95% de cobertura vacina, índice que possibilita conter a circulação do vírus. 
 
Em Marialva, de acordo com o secretário de Saúde, João Dorival Garcia Gea, o Vavá, o percentual de crianças vacinadas foi de 1619 ou 74,5% da previsão inicial. “De fato, o tempo chuvoso constituiu um obstáculo para que alcançássemos o índice de imunização pretendido”, afirma o secretário. Tradicionalmente, o município atinge a previsão por conta de uma eficiente estratégia de vacinação.
 
 A campanha de vacinação contra a pólio tem como público alvo crianças menores de 5 anos. A vacina, constituída por duas gotinhas, previne a paralisia infantil, erradicada, no Paraná, há 22 anos. “Mas ainda há manifestações da doença em países como a África, por isso quanto mais pessoas se vacinarem menor são as chances da doença reaparecer em nosso território”, ressalta o secretário estadual de Saúde, Gilberto Martin.
 
Até o início da tarde de segunda-feira (11), a cobertura vacinal no país estava em 57%. Enquanto que a estadual encontrava-se em 59%. Das 22 regionais de saúde, a 8ª Regional de Francisco Beltrão é a que está com o maior índice, 80%. Dos 27 municípios pertencentes a essa regional, quatro já concluíram a vacinação com resultados dentro do índice esperado
 
Durante a primeira fase, a campanha atingiu 97,71% das 818.458 crianças do Estado. Ao todo, mais de três mil postos de vacinação estão disponíveis no Estado – entre fixos e itinerantes. Além da campanha da pólio, os postos de vacinação também desenvolvem a campanha contra a rubéola – destinada a adultos, de 20 a 39 anos. A campanha enfatiza a população masculina.
 
 
 

 Galeria de Fotos

 Veja Também