No municpio, o mosquito tem se proliferado principalmente em vasos de plantas e em materiais inservveis, como garrafas, pneus velhos, tampas, cascas de ovo, latas e sacos plsticos

Preveno contra a dengue deve continuar nos dias frios

Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Última Modificação: // | Visualizada 178 vezes


Ouvir matéria

 

A Secretaria Municipal de Saúde alerta que, nesse inverno, os cuidados para não acumular água em recipientes como vasos de plantas, caixas d’água e pneus, devem ser intensificados para garantir um verão com menores casos de dengue.

 

Em períodos de chuva, há maior acúmulo de água e consequentemente o aumento do risco de infestação. Os ovos do mosquito transmissor podem sobreviver por aproximadamente um ano, e por isso é preciso eliminar os criadouros do vírus nesta época para que se possa amenizar a doença nos dias mais quentes.

 

O responsável pelo combate a dengue, Antonio Dacanal, alerta a população para a importância da prevenção dos focos da doença o ano todo. “Os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti devem continuar no inverno porque ele não para de se reproduzir nesta época. Os nossos Agentes realizam um trabalho permanente de rotina que envolve informação, esclarecimento, prevenção, vistoria, recolhimento de materiais e orientação nas residências”, afirmou Dacanal.

 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, no último relatório, que corresponde ao período entre 01/01/10 e 22/07/10, foram confirmados 177 casos de dengue. A Vila Antonio foi o bairro com maior incidência, 32 casos, seguido pela Vila Messias, com 28.

 

No município, o mosquito tem se proliferado principalmente em vasos de plantas e em materiais inservíveis, como garrafas, pneus velhos, tampas, cascas de ovo, latas e sacos plásticos. Por isso, é época de intensificar os cuidados, lavando e colocando areia nos pratos dos vasos, recolhendo-se os materiais jogados nos quintais e terrenos, acondicionando-os em sacos de lixo, fechados, guardando garrafas limpas e viradas para não armazenar água, mantendo-se uma vez por semana com água e sabão, mantendo caixas de água, cisternas e poços bem fechados, enfim, eliminando recipientes que possam acumular água e permitir a sobrevivência das larvas do mosquito.

 

Maiores informações: (44) 3232 8354.

 

 Galeria de Fotos

 Veja Também