ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Viticultura

Projeto Nova Uva traz solução diferenciada a produtores marialvenses

Terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Visualizada 493 vezes

A técnica da plasticultura pode trazer uma série de benefícios à viticultura do município


A Prefeitura de Marialva, através da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente (SEMAPEM) e em parceria com o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER), iniciou o Projeto Nova Uva, como parte de um convênio entre o município e a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (SEAB).

A ideia é investir mais de R$ 300 mil, repassados pela SEAB, em coberturas plásticas em mais de 30 mil metros quadrados de parreirais de uvas, com o objetivo de proteger a produção de problemas ocasionados pelo excesso de chuvas.

“Pesquisas apontam que a cobertura plástica diminui a incidência de doenças fúngicas ocasionadas por excesso de umidade nos períodos de chuvas, de modo a diminuir o número de aplicações de defensivos e, consequentemente, diminuir custos de produção e melhorar a qualidade da uva”, explicou o engenheiro agrônomo Gionelton Duarte de Castro, técnico da SEMAPEM. “Daí a necessidade da plasticultura, que tende a modificar totalmente a forma como a produção resiste às intempéries”, complementou o prefeito Victor Martini.

Para participar do programa, o produtor deverá se inscrever junto à SEMAPEM até o dia 22 de fevereiro. Após o encerramento das inscrições, serão selecionados 30 produtores beneficiários, com base nos critérios estipulados pelo Decreto Municipal Nº 6.419/2018, do prefeito Victor Martini, que regulamenta o Projeto Nova Uva.

Para mais informações, o viticultor pode entrar em contato pelo telefone (44) 3232-4443 ou pelo e-mail agricultura@marialva.pr.gov.br.

Viticultura marialvense

A área de cultivo de uvas em Marialva tem aproximadamente 570 hectares, sendo que cerca de 700 famílias se envolvem no processo. O principal problema enfrentado hoje é a possibilidade de queda da qualidade da uva produzida na região, principalmente em relação aos teores de açúcares. Desta forma, se o produtor não conseguir manter um padrão elevado, não conseguirá espaço adequado para a comercialização da sua produção.

Estudos indicam que as condições climáticas na região – precipitação de 1.700mm/ano – influenciam diretamente a qualidade da produção, obrigando o produtor a muitas aplicações de defensivos agrícolas (fungicidas) e à exposição do aplicador a estes produtos. “A instalação da cobertura plástica sobre as plantas altera significa e positivamente as condições ambientais nas quais a planta se desenvolve”, explica o diretor Fernando Arco-Verde, da SEMAPEM.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marialva

Um dos modelos possveis de plasticultura disponveis Credito: Assessoria de Comunicao da Prefeitura de Marialva Um dos modelos possveis de plasticultura disponveis Tela antigranizo utilizada atualmente nos parreirais de Marialva Parreiral de uvas de Marialva

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias