Rede de Proteção

Marialva realiza capacitação para escuta especializada de menores vítimas de violência

Sexta-feira, 11 de junho de 2021

Última Modificação: 14/06/2021 16:48:15 | Visualizada 337 vezes

Além da capacitação foi apresentado também o fluxo de atendimento no município em caso de violação dos direitos de crianças e adolescentes


Ouvir matéria

Foi realizado nesta quinta-feira, dia 10 de junho, no Cine Teatro um evento de capacitação dos servidores públicos de vários setores para o atendimento de escuta especializada de crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica em Marialva. Organizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, o treinamento contou com todos os protocolos de segurança sanitária e distanciamento social, e foi limitado ao máximo de 50 pessoas.

 

A capacitação teve como palestrante a psicóloga Cristina Fukumori Watarai, especialista em escuta de crianças e adolescentes e psicóloga do Núcleo de Proteção de Crianças e Adolescentes (NUCRIA) da Polícia Civil do Paraná. 

 

Política Pública

O cuidado, com crianças e adolescentes é, acima de tudo, uma política permanente a ser desenvolvida e implementada por todos dentro de uma localidade, assegurando uma rede de proteção capaz de promover à criança e ao adolescente o seu desenvolvimento integral enquanto cidadãos dentro de uma sociedade.

 

Na perspectiva de efetivar o Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente, foi instituída a Rede de Proteção do Município de Marialva, que desde 2019 vem articulando os serviços com a intenção de promover os direitos e a segurança de crianças e adolescentes. “A data de hoje representa um marco muito importante para a consolidação dessa Rede, que através dessa capacitação estará mais segura para acolher as crianças e adolescentes vítimas de violências em Marialva”, explicou a Secretária Municipal de Assistência Social, Valéria Alves.

 

Fluxo de atendimento

Este protocolo foi desenvolvido por uma comissão formada por técnicos integrantes da Rede de Proteção do município de Marialva. A Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes é formada por representantes dos serviços públicos como CREAS, CRAS, CAPS, UBS, Rede de Educação, Conselho Tutelar, Ministério Público, APAE, SAIJ, Segurança Pública, entre outros.

 

As discussões que levaram à versão final deste protocolo tiveram início no ano de 2016 e se intensificaram no ano de 2019, a partir da organização e consolidação da Rede de Proteção do município. O desenvolvimento deste protocolo tem por objetivo organizar o trabalho em rede, possibilitando o desenvolvimento de estratégias de prevenção e oferecendo o melhor serviço possível às crianças e adolescentes vítimas e testemunhas de violência, em seus diferentes tipos.

 

Palestrante

A palestra de capacitação sobre escuta especializada de crianças e adolescentes vítimas de violência foi ministrada por Cristina Fukumori Watarai, que é psicóloga formada pela UEL. Membro-fundadora do Projeto Tartanina, é mestre em Psicologia e Sociedade pela Universidade Estadual Paulista (UNESP-Assis), pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Violência e Relações de Gênero (Nevirg-UNESP) e especialista em Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes pela Universidade de São Paulo (LACRI/IPUSP).

 

Atualmente é docente de Ensino Superior, psicóloga clínica e ministra cursos e palestras na área de violência contra crianças.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marialva

Marialva realiza capacitação para escuta especializada de menores vítimas de violência Crédito: Assessoria de Comunicao da Prefeitura de Marialva
Legenda: Marialva realiza capacitao para escuta especializada de menores vtimas de violncia

 Galeria de Fotos

 Veja Também