Rede de Proteção

Assistência Social e Rede de Proteção lançam protocolo para menores vítimas de violência

Quarta-feira, 28 de setembro de 2022

Última Modificação: 29/09/2022 11:13:50 | Visualizada 153 vezes

Crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência têm um protocolo bem definido de atendimento pela Rede de Proteção


Ouvir matéria

Você sabia que as crianças e adolescentes que sofrem ou testemunham algum tipo de violência têm um fluxo de atendimento bem definido pela Rede de Proteção (formada pela Educação, Saúde, Assistência Social, Ministério Público e Poder Judiciário)?

 

Nesta quarta-feira, dia 28 de setembro, foi lançada uma cartilha contendo o passo a passo desse fluxo para os profissionais de saúde, da Assistência e das escolas. Trata-se do Protocolo Municipal de Atendimento à Criança e ao Adolescente Vítima ou Testemunha de Violência.

 

O evento foi realizado no Salão do Centro de Convivência do Idoso, no CSU, e contou com a participação das várias pessoas que fizeram parte da construção desse protocolo. O promotor de justiça da Vara da Criança e da Juventude de Marialva, Ricardo Barizon, também esteve presente.

 

Ficou sabendo de algum tipo de violência contra crianças e adolescentes? Não deixe de denunciar pelo Disque 100 ou para o Conselho Tutelar (3232-2332 em horário comercial, ou pelo telefone do plantão 98453-2343).

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marialva

 Veja Também