Vacinação covid-19 - Bivalente

Confira o calendário de vacinação contra a Covid-19 com a vacina bivalente

Segunda-feira, 10 de abril de 2023

Última Modificação: 10/04/2023 11:12:54 | Visualizada 223 vezes

Esta vacina bivalente contra a Covid-19 protege contra a forma original do vírus e mais contra a variante Ômicron


Ouvir matéria

Todas as Unidades Básicas de Saúde, exceto as dos distritos, seguem aplicando de segunda a sexta-feira a vacina bivalente conta a Covid-19. 


O horário de atendimento é das 8h às 11h e das 13h às 16h. Já nos distritos, a vacinação será agendada (procure sua UBS de referência para saber mais; clique aqui para conferir uma lista de todas elas).


Lembrando que a vacinação vai enquanto durarem os estoques deste lote, ficando sujeita ao envio de novos lotes, depois que acabar, por parte do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde.


 
PÚBLICO-ALVO
Seguindo os critérios do Ministério da Saúde, o reforço da vacina bivalente é destinado aos seguintes públicos:
•    gestantes e puérperas (mães recentes até 45 dias após o parto);
•    trabalhadores de serviços de saúde (mediante comprovação de vínculo);
•    idosos de 60 anos ou mais;
•    pessoas de 12 a 59 anos imunocomprometidas;
•    pessoas de 12 a 59 anos com comorbidades;
•    residentes e colaboradores de Instituições de Longa Permanência (ILPI).


 
Confira a relação de comorbidades elencadas para vacinação com a vacina bivalente:
•    Arritmias cardíacas
•    Cardiopatias congênita no adulto
•    Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar
•    Diabetes mellitus
•    Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
•    Doença hepática crônica
•    Doenças neurológicas crônicas e distrofias musculares
•    Doença renal crônica
•    Hemoglobinopatias e disfunções esplênicas graves
•    Hipertensão Arterial Resistente (HAR)
•    Hipertensão arterial estágio 3
•    Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo
•    Insuficiência cardíaca (IC)
•    Miocardiopatias e Pericardiopatias
•    Obesidade mórbida
•    Pneumopatias crônicas graves
•    Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados
•    Síndromes coronarianas
•    Síndrome de Down e outras Síndromes genéticas
•    Valvopatias
 


REQUISITOS
É obrigatório, ainda, que esse público já tenha realizado ao menos o esquema primário (1ª e 2ª dose ou, no caso de quem tomou Janssen, dose única e 1º reforço). O intervalo entre a última dose tomada e o reforço da Vacina Bivalente deve ser de 4 meses.
No caso dos imunocomprometidos, o esquema prévio que se pede inclui também a 3ª dose da vacina anterior – caso só tenha duas, o profissional de saúde irá aplicar a 3ª dose já com a vacina bivalente com no mínimo 8 semanas de intervalo em relação à última dose tomada e, só então, 4 meses depois, a aplicação de mais um reforço da Bivalente.
 


CONTRAINDICAÇÕES
Importante destacar, ainda, que a Vacina Bivalente pode ser tomada simultaneamente com as demais vacinas do calendário. Entretanto, ela é contraindicada para os seguintes públicos: menores de 12 anos, quem teve Covid leve nos últimos 30 dias e quem teve Covid grave nos últimos 3 meses, além de casos febris. Nessas situações, a imunização deve ser adiada.
 


DOCUMENTAÇÃO
É preciso levar cartão SUS ou CPF, carteira de vacina e autorização preenchida e assinada pelo responsável (você pode acessar o modelo desta autorização aqui, e a mesma também estará disponível nos locais de vacinação).
 

Fonte: Comunicação

 Galeria de Fotos

 Veja Também