ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Região Metropolitana de Londrina

Projeto inclui três cidades na Região Metropolitana de Londrina

Quarta-feira, 23 de junho de 2010


Aprovada em 1ª discussão, matéria, que passará por duas votações nesta semana e segue para sanção do governador, pede a inclusão de Primeiro de Maio, Alvorada do Sul e Assaí na RML
A Região Metropolitana de Londrina (RML) pode ter mais três municípios: Primeiro de Maio, Alvorada do Sul e Assaí, todos no Norte do Paraná. O projeto que autoriza a anexação das cidades foi aprovado, em primeira discussão, na sessão desta terça-feira (22) da Assembleia Legislativa (AL) do Paraná. A matéria deve passar por outras duas votações nesta semana ainda e seguir para sanção do governador Orlando Pessutti (PMDB).
O projeto nº 175/10, de autoria do deputado Alexandre Curi (PMDB), altera o artigo 1º da lei nº 81, de 17 de junho de 1988, que instituiu a RML. A matéria passou pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que deu parecer favorável, e acabou entrando na pauta desta terça-feira. Inicialmente, o projeto previa apenas a inclusão de Primeiro e Maio e Alvorada do Sul. Entretanto, segundo a assessoria de imprensa da AL, uma emenda apresentada pelo deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), na reunião da CCJ, inclui Assaí.

A RML é composta, além de Londrina, pelas cidades de Cambé, Rolândia, Ibiporã, Jataizinho, Sertanópolis, Tamarana e Bela Vista do Paraíso. Com a inclusão de Primeiro de Maio, Alvorada do Sul e Assaí, a região passa de oito para 11 municípios. Segundo o deputado Alexandre Curi, em nota divulgada pela AL, as três cidades estão geograficamente ligadas a Londrina. “Nada mais justo que esses municípios passem a pertencer à Região Metropolitana de Londrina”, afirmou.

Na prática, a inclusão será vantagem na hora de captar recursos, principalmente para áreas importantes como a segurança. “Quando uma cidade pede recursos ao governo federal de forma integrada, o resultado pode ser mais eficiente. É um novo jeito de fazer política, com uma visão metropolitana e regional”, afirmou a coordenadora da RML, Elza Correia. De acordo com ela, as cidades incluídas serão beneficiadas com recursos federais vindos para a RML. “Elas podem ser incluídas no Pronasci, na integração do transporte metropolitano, no consórcio de resíduos sólidos”, exemplificou.

Fonte: Gazetado Povo

 Outras Notícias