ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Fomento

Governo libera crédito a juro zero e incentiva famílias carentes a empreender

Segunda-feira, 22 de julho de 2013


Moradores de 33 municípios, que vivem em situação de vulnerabilidade social e têm acompanhamento do Programa Família Paranaense, serão estimulados a empreender para gerar renda própria. Para isso, poderão acessar linhas de crédito a juro zero disponibilizadas pelo Governo do Estado. O valor dos financiamentos pode variar de R$ 300 a R$ 4 mil.

As cidades selecionadas (veja abaixo) para receber o benefício assinaram nesta sexta-feira (19/07), em Campo Mourão, o termo de adesão ao programa Banco do Empreendedor – Paraná Juro Zero com as secretarias estaduais da Família e Desenvolvimento Social e do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, além da Fomento Paraná, instituição responsável pela liberação dos recursos.

Os municípios que serão inicialmente atendidos foram considerados de atenção prioritária pelo Programa Família Paranaense em 2012 em razão dos indicadores sociais. “A linha de microcrédito Paraná Juro Zero é mais um serviço oferecido pelo governo para apoiar famílias que precisam do apoio do Estado”, afirma a secretária da Família, Fernanda Richa.

O objetivo da ação é incentivar as famílias a tornarem-se empreendedoras, podendo iniciar pequenos negócios para melhorar a renda. "São aquelas famílias que buscam sua renda, mas que não são empresários reconhecidos. Para fortalecer ainda mais o Família Paranaense, que visa a emancipação das pessoas, faltava o crédito. Então isso vai ajudá-los na compra de equipamentos e de insumos", diz o presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa Sobrinho.

CIDADANIA - Ele explica que além de contribuir com o processo de conquista da cidadania das famílias, a ação ajudará no desenvolvimento regional, porque movimenta a economia local. “Com esta medida, todo e qualquer empreendedor que seja formal e informal no Paraná poderá ser atendido com crédito barato", salientou Barbosa Sobrinho.

Para o secretário do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Claudio Romanelli, o programa é uma grande oportunidade de pessoas que querem começar um negócio ou melhorar sua própria atividade. "Eles têm uma chance de começar e prosperar", disse.

A doméstica Cleide do Agostinho Tribos, de 42 anos, mora em Turvo, na região Centro-Sul do Paraná. Inserida no Família Paranaense, ela realizou vários cursos de capacitação, entre eles o de empreendedorismo. "Espero um aumento de renda, melhoria para qualidade de vida da nossa família", disse.

Com o Juro Zero, Cleide vai investir na compra de máquinas lava-roupas e prestará este tipo de serviço na própria residência.

Letícia Reis, coordenadora do Programa Família Paranaense, explica que todo grupo familiar que é atendida tem um planejamento individualizado e especializado. As pessoas que revelam ter perfil empreendedor são incentivadas a iniciar um pequeno negócio. "Os técnicos estão identificando o perfil empreendedor da família e fomentando pequenas atividades produtivas. As famílias que ainda não têm este perfil estão sendo preparadas", informa.

FAMÍLIA PARANAENSE - O Programa Família Paranaense é a principal plataforma do governo estadual para a superação da situação de pobreza das famílias no Paraná. Ao todo, 18 instituições do Estado participam da iniciativa, além de prefeituras.

A meta estabelecida pelo governador Beto Richa é atender 100 mil famílias até 2014. Lançado em 2012, o programa iniciou com 30 municípios prioritários e, neste ano, foi ampliado para mais 100 cidades. Outras 211 prefeituras aderiram espontaneamente.

As ações do Família Paranaense acontecem de maneira integrada, com responsabilidades compartilhadas. “A parceria e o engajamento dos municípios são fundamentais para aumentar a eficácia das ações programadas”, diz Fernanda Richa. Cabe aos municípios instituir comitês intersetoriais de gestão, fazer a busca ativa, a inclusão e o acompanhamento das famílias mais vulneráveis.

PARANÁ JURO ZERO - Para que as famílias tenham oportunidade de superar as adversidades e possam aumentar sua renda, a Fomento Paraná desenvolveu a linha de microcrédito Paraná Juro Zero, dentro do programa Banco do Empreendedor.

O objetivo é apoiar iniciativas empreendedoras dessas famílias, apoiando a abertura de pequenos negócios, por meio do financiamento de pequenos valores — entre R$ 300,00 e R$ 4.000,00, sem cobrança de juros.

O dinheiro pode ser aplicado na compra de máquinas e equipamentos, na reforma e ampliação de instalações e no capital de giro do negócio.

AÇÃO DOS MUNICÍPIOS - Os comitês locais instituídos nos municípios irão identificar as famílias que podem acessar o microcrédito ou que necessitam de uma preparação prévia.

Para isso, a Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária está capacitando colaboradores e funcionários municipais em Agências do Trabalhador ou nas próprias instalações das prefeituras. Eles vão atuar como agentes de crédito do Paraná Juro Zero nos municípios, integrando os comitês locais.

Crédito para uma vida melhor

Uma das famílias que serão beneficiadas com a linha de microcrédito Paraná Juro Zero é a da diarista Cleide do Rocio Tribuz, moradora do município de Turvo. Depois de enfrentar problemas pessoais, ela decidiu que faria de tudo para mudar a vida da família. Cleide sonhou um dia abrir uma lavanderia.

Com a ajuda da gerente da Agência do Trabalhador do município, Lídia Vereia, que agora também é agente de crédito do programa Banco do Empreendedor, Cleide fez uma pesquisa de mercado e constatou que ninguém presta esse serviço em Turvo. O passo seguinte foi fazer um curso de capacitação, para aprender sobre empreendedorismo.

Com o curso, Cleide montou um projeto e agora pode dar início ao processo de financiamento. O contrato será assinado durante o evento em Campo Mourão.

Cleide está financiando R$ 2.500,00 para comprar uma máquina de lavar, um tanque, um ferro a vapor, e outros utensílios para montar um a lavanderia em casa. A expectativa é grande. “Estou muito ansiosa para mudar minha condição financeira, e melhorar a qualidade de vida da minha família”, diz ela.

Municípios prioritários 2012 que

assinam o termo em Campo Mourão

Agudos do Sul

Altamira do Paraná

Amaporã

Campina da Lagoa

Campo Bonito

Candói

Cantagalo

Cerro Azul

Cruz Machado

Fênix

Goioxim

Imbituva

Laranjeiras do Sul

Mandirituba

Mangueirinha

Ortigueira

Piraí do Sul

Prudentópolis

Barbosa Ferraz

Rebouças

Reserva

Santa Cecília do Pavão

Santo Antônio do Sudoeste

São Jerônimo da Serra

São José da Boa Vista

São Pedro do Iguaçu

Teixeira Soares

Tomazina

Turvo

Wenceslau Braz

Os municípios de Boa Esperança, Nova Cantu e Roncador, que estão entre os prioritários de 2013, também assinam o termo em Campo Mourão.

Fonte: Agência de Notícias do Estado

 Outras Notícias